Posts Tagged ‘sever do vouga’

“a lampreia, o mirtilo… e os pastéis de vouzela em anadia”

Fevereiro 23, 2010

a gastronomia de sever do vouga, e a doçaria de vouzela, vão “ casar “ com os vinhos bairrada, num jantar eno-gastronómico.

realiza-se no próximo dia 2 de março, pelas 20h30 no museu do vinho bairrada, mais um jantar temático, onde a gastronomia de outras regiões e os vinhos excelência bairrada, voltam a cruzar-se, num jantar animado com fados.
http://anadia100gente.blogspot.com/2010/02/rota-da-lampreia-e-da-vitela-no-museu.html 

este é o primeiro jantar promovido pela autarquia de sever do vouga, com a colaboração dos municípios de vouzela e de anadia, e tem como objectivos divulgar o festival da lampreia e da vitela que se realiza na vila severense de 5 a 14 de março.

para além da lampreia, servida à bordalesa ou com o tradicional arroz, os “ comensais “ podem optar caso não apreciem este peixe, pelo prato de vitela assada à moda de Sever, com o famoso arroz de forno.

para sobremesa a autarquia de sever do vouga irá servir mirtilo, em doce e gelado,… […]

“o estado de choque na residência da jovem vítima, Pedro Tavares, e no romezal.”

Agosto 25, 2009

Acidente_Irlanda_Residência_Pedro_Tavares_1

o pacato lugar do romezal, em silva escura, concelho de sever do vouga, viveu ontem um dia “de choque”. a expressão foi usada por um morador ao dar conta do sentimento gerado pela perda de um jovem filho da terra, Pedro Tavares, um dos quatro trabalhadores portugueses que morreram, domingo, no brutal acidente rodoviário ocorrido na longínqua irlanda do norte.

Paulo Branco, 38 anos, natural de barrô, águeda, foi o único sobrevivente, tendo sofrido ferimentos graves.

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1344034

“o mirtilo de sever do vouga que rende para fora, tem potencial para turismo local!”

Maio 10, 2009

“”sever do vouga, devido às condições da sua geomorfologia, com terras altas, e do seu microclima, tem já a maior área de produção de mirtilo, uma baga de cor azul-ceroso que cresce num arbusto de pequeno porte. rico em vitaminas e minerais, o mirtilo melhora a acuidade visual nocturna. daí, aliás, a fama de fruto preferido dos aviadores ingleses na II guerra mundial. é ainda um anti-hemorrágico e antidiarreíco. come-se ao natural, em compotas, em tartes ou gelados ou vinho.

está planeado criar, também, o centro de interpretação myrtillus, que dará a conhecer a planta e o fruto, as fases de crescimento e maturação, bem como os benefícios para a saúde e a sua versatilidade gastronómica. os visitantes poderão até percorrer trilhos pelas culturas existentes.

a AGIM trabalha na dinamização das lojas de produtos regionais, através de um projecto com a associação de artesãos de sever do vouga. iniciativas de turismo no espaço rural ou turismo de natureza são outras actividades tidas como “de potencial local”.””

come-se à macheia, o “fruto potencial local” de sever do vouga, com viabilidade pretendida para turismo local, e que tem rendido para exportação nos últimos anos!

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/Interior.aspx?content_id=1225373

“o FESTIM foi apresentado no município de águeda que é um dos pioneiros!”

Abril 2, 2009

apresentacao_festim_agueda_gil_nadais

“no passado dia 26 de Março foi apresentado, no salão nobre da câmara municipal de águeda, o programa da primeira edição do festival intermunicipal de músicas do mundo (festim), que se vai realizar de 29 de maio a 24 Julho, em sete municípios vizinhos. 

 

águeda, sever do vouga, estarreja e ovar são os quatro concelhos pioneiros do projecto, a que se juntam agora oliveira do bairro, albergaria-a-velha e aveiro, nesta edição de 2009. 

o festim estrutura-se numa programação partilhada entre estes sete municípios, com um cartaz de grupos e artistas de reconhecido mérito internacional no âmbito das músicas do mundo.

 

espaços festim:

a rede de locais onde vão decorrer os concertos do festim, nos sete municípios, divide-se entre espaços públicos e equipamentos culturais municipais:

águeda: largo 1º de maio;

sever do vouga: centro das artes e do espectáculo de sever do vouga e  parque urbano;

estarreja: cine-teatro de estarreja e praça francisco barbosa;

ovar: centro de arte de ovar, jardim do cáster e largo do tribunal;

oliveira do bairro: espaço inovação;

albergaria-a-velha: alameda 5 de Outubro;

aveiro: rossio.”

[press release câmara municipal de águeda] 

“o objectivo é expandir o know-how cultural da d’orfeu a um tecido de municípios vizinhos, incluindo águeda como origem incontornável e principal beneficiária do projecto, e aplicar no terreno as suas teses de trabalho em rede, nomeadamente na extensão dos seus formatos e largamente reconhecidas práticas culturais.
com: Hermeto Pascoal (Brasil) | Kepa Junkera (País Basco, Espanha) | Manecas Costa (Guiné-Bissau) | Le Vent du Nord (Québec, Canadá) | Musafir – Gypsies of Rajasthan (Índia) | Amsterdam Klezmer Band (Holanda) | Antonio Rivas & sus Vallenatos (Colômbia)”
http://dn.sapo.pt/cartaz/musica/Interior.aspx?content_id=1187717
o partilhar intermunicipal de um projecto, da região de aveiro mas à escala mundial no festim musical. a d’orfeu sintonizou.

“esta lampreia vale 60 euros… mais o quanto custa ao pescador pescá-la!”

Março 8, 2009

“”António Gouveia, 60 anos, é outro pescador que se queixa. “em Janeiro chegou aos 40 e passado quinze dias foi para 15 e 20 euros e agora compram-nas duas a cinco euros”, desabafou, salientando que se trata de lampreias “com dois ou três quilos”. “temos dias em que perdemos sete e oito horas na pesca”, lembrou.”

estes preços estão bastante longe dos que são praticados nos restaurantes. em sever do vouga, onde começou este fim de semana a “rota da lampreia e da vitela”, a lampreia está a ser paga em restaurantes com preços que oscilam entre os 25 euros (a dose) e os 60 euros (lampreia inteira), segundo o JN apurou e que estarão ao nível dos preços praticados o ano passado.””

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Aveiro&Concelho=Murtosa&Option=Interior&content_id=1163148

é como “pisar no ganha pão” de alguém que vive desta dura pesca.

quem tem a descaradeza de pagar 5 euros por 2 lampreias? sabe Deus porque o pescador “assim se entrega”! 

uma discrepância de preços e tão penosa para quem passa por intempéries e presumo, demasiadas vezes ir para casa de mãos a abanar.

“antes fosse por elas lhes fugirem das mãos.”

“o livro vermelho dos vertebrados de portugal… idem para os descarados que pagam por 2 lampreias 5 euros!”

o IAPMEI reconheceu o “mirtilo como projecto de desenvolvimento empresarial”!

Fevereiro 12, 2009

mirtilo_fruto_sever_do_vouga

“” a câmara municipal de sever do vouga venceu na categoria “desenvolvimento empresarial”, com o projecto “myrtillus”, desenvolvido em parceria com a AGIM e a mirtilusa, cujo objectivo é “dinamizar economicamente um território de baixa densidade, através da promoção, organização e afirmação da produção de mirtilo, fruto que pertence a uma fileira agro-alimentar de excelência e é conhecido como recurso específico de sever do vouga”, resume o IAPMEI. “”

http://www.diarioaveiro.pt/main.php?mode=public&template=frontoffice&srvacr=pages_13&id_page=5793

não desfazendo da câmara municipal de águeda e da universidade de aveiro.

venceram, não está em causa e por igual. mas o “mirtilo acabou de ser reconhecido e pela primeira vez” no Leiam a imagem.

o meu destaque pois um fruto apetecível como de projecto e para quem ainda não o conhece.

mirtilo á macheia e fresquinho

Junho 18, 2008

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ó menina: o mirtilo come-se á macheia e fresquinho.

primeira vez.