Posts Tagged ‘SEDOV’

Maior veleiro do mundo encanta em Aveiro

Setembro 6, 2009
Munfred Hoppe - oficial alemão

Munfred Hoppe - oficial alemão

Estava um sol radioso às 10.00, a ria era um espelho azul e um grande albatroz era novidade na paisagem. De velas recolhidas, estava o russo Sedov, construído em 1920 e considerado o maior veleiro do mundo pelos seus 108,7 metros de comprimento, quatro mastros e capacidade para transportar uma tripulação de cerca de 300 pessoas.

Grupos de jovens, de tronco nu, movimentavam-se um pouco por todo o lado na grande embarcação, atracada no Porto de Aveiro, concelho de Ílhavo. O Sedov interrompeu a viagem entre a Holanda e o Mónaco para matar saudades do porto onde atracou em Setembro de 2008, na Regata dos Grandes Veleiros.

Carlos Sousa e Maria Natália, emigrantes nos EUA, foram os primeiros visitantes. “Viemos a Portugal passar umas férias, demos uma volta pela ria e viemos parar aqui”, explicou o ex-marítimo. Ao contrário deste casal, muitos acabavam por desistir da entrada ao saberem que custava 3 euros.

Subidas as escadas do portaló, Munfred Hoppe, oficial alemão, fez um roteiro ao casal de emigrantes. “O Sedov é um navio-escola para cadetes que ambicionam tornar-se oficiais, mecânicos e especialistas de rádio, mas tem também uma vertente turística”, explicava Munfred Hoppe. Daí os camarins, o espaçoso bar, um museu, a loja de lembranças e uma espaçosa sala de cinema, mordomias que custam ao turista 80 euros por noite.

O Sedov fica atracado até amanhã, podendo ser visitado hoje, entre as 10.00 e as 21.00.

Texto de Joana Capucho
Foto de Ana Jesus Ribeiro

Anúncios

SEDOV “somente para visitas”

Setembro 28, 2008

Faz amanhã uma semana que a reunião de câmara de ílhavo decorreu a bordo do SEDOV, o maior veleiro do mundo.

pois houve quem, em assembleia municipal, tivesse posto em causa, por ter sido em “território estrangeiro”. http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Aveiro&Concelho=%CDlhavo&Option=Interior&content_id=1018953

 

 

a prevenção “à mais pequenina coisa de alguns”. os pais deste “menino do leme” do SEDOV foram abordados pela fotojornalista em tom de permissão, e concedida para uma publicação.  

e somente para visitas.”

“SEDOV não quis ir mas foi”

Setembro 24, 2008

“o nevoeiro foi teu amigo e nosso, SEDOV, mas para o funchal tinhas que rumar. A dois de outubro lá chegarás.

entretanto e dias a dentro…”

a reunião da câmara municipal de ílhavo vai ser…

Setembro 22, 2008

… hoje à noite a bordo do maior veleiro do mundo, do SEDOV!

“dá pica!”

“SEDOV’s atenciosos e eu de cá”

Setembro 20, 2008

 

“excuse-me… it’s mine!

… uma voz [o sr. da câmara] por detrás de mim, ao mesmo tempo a tocar-me no ombro, todo regalado a apontar para a embarcação SEDOV. pudera. tinha-o na mira da minha objectiva e o veleiro era “deles” [parte dos tripulantes na foto], o maior veleiro do mundo, disseram-me de antemão assim que cheguei, dos 21 veleiros participantes da regata dos grandes veleiros, regata comemorativa dos 500 anos do funchal.

SEDOV é da Rússia e data de 1920.

e virei motivo: disseram-me onde sentar-me e tudo, enquadrada junto do veleiro MIR [1987], também russo e para sacar de uma foto [relíquia igualável].

o MIR mereceu um elogio dos marinheiros do SEDOV, comparativamente ao veleiro deles e para uma leiga como eu que só via “grandeza por fora”: “o nosso é o maior mas este é mais rápido”, “em inglês e em francês lá pescava”.

 

foram atenciosos e “eu de cá”. o meu registo pioneiro da regata, estes “estrangeiros” que bem me receberam abordando.

 

toda a frota [três veleiros ainda não tinham chegado, ainda eu lá] encontra-se no terminal norte do porto de aveiro, ílhavo.

 

as velas içadas e majestosas, somente na parada naval e na terça-feira dia 23 de setembro de 2008, na partida rumo ao funchal e todos os privilegiados que assim queiram “ver”, à zona do Meia Laranja do porto de aveiro devem permanecer pelas 10 horas da manhã.

até lá… “a bordo por terra” e umas actividades para levarem de recordação do município de ílhavo e dos ilhavenses [e destes, já sabido os seus testemunhos satisfatórios pois comitiva veio junto desde Falmouth, inglaterra]