Posts Tagged ‘quercus’

“o dia mundial da árvore não existe sem uma boa Mãe de obra!”

Março 21, 2009
“a quercus, a selplus e os escuteiros do corpo nacional de escutas juntam-se hoje, dia da árvore, para plantar 4400 plantas autóctones, sobreiros e freixos, no viveiro florestal da azambuja, que passará a ser área florestal. o objectivo é criar um bosque de árvores e arbustos originais da flora portuguesa.” dia_mundial_da_arvore_deusa_mae_quercus
[“breve DN”]
a flora caseira, em terra sangalhense e pela Deusa, minha Mãe, em dia (a)guardado.
Anúncios

“o nascimento de um belo bosque de bisnetos, em homenagem aos bisavós de origem.”

Março 20, 2009

o desbaste florestal em prol do desenvolvimento urbano faz parte da evolução, dizem. manutencao_floresta_desenvolvimento_urbano3

“bota-se abaixo 5… mas quer-se crer que, em contrapartida são plantados 1000”.

a floresta prevalece dominante, e o que se atravessou reconhece humildemente.

uma bela história: a câmara municipal da mealhada vai plantar 1000 árvores no dia mundial da  flyer_dia_floresta4 , porventura onde os “trisavós dessas mesmas árvores que lá vão nascer em homenagem, tiveram a sua história repleta de oxigénioe perderam a vida, porventura em prol de um belo bosque dos seus bisnetos.”

http://www.cm-mealhada.pt/index.php?id_not=206&tipo=1&acao=destnot_com.php

“esta lampreia vale 60 euros… mais o quanto custa ao pescador pescá-la!”

Março 8, 2009

“”António Gouveia, 60 anos, é outro pescador que se queixa. “em Janeiro chegou aos 40 e passado quinze dias foi para 15 e 20 euros e agora compram-nas duas a cinco euros”, desabafou, salientando que se trata de lampreias “com dois ou três quilos”. “temos dias em que perdemos sete e oito horas na pesca”, lembrou.”

estes preços estão bastante longe dos que são praticados nos restaurantes. em sever do vouga, onde começou este fim de semana a “rota da lampreia e da vitela”, a lampreia está a ser paga em restaurantes com preços que oscilam entre os 25 euros (a dose) e os 60 euros (lampreia inteira), segundo o JN apurou e que estarão ao nível dos preços praticados o ano passado.””

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Aveiro&Concelho=Murtosa&Option=Interior&content_id=1163148

é como “pisar no ganha pão” de alguém que vive desta dura pesca.

quem tem a descaradeza de pagar 5 euros por 2 lampreias? sabe Deus porque o pescador “assim se entrega”! 

uma discrepância de preços e tão penosa para quem passa por intempéries e presumo, demasiadas vezes ir para casa de mãos a abanar.

“antes fosse por elas lhes fugirem das mãos.”

“o livro vermelho dos vertebrados de portugal… idem para os descarados que pagam por 2 lampreias 5 euros!”

‘não é REN’.

Agosto 7, 2008

Quercus e Litério Marques no dia 1 de agosto.

[Litério Marques também exibe autorização que a Quercus exige ilegalidade]

providência cautelar [na foto] lida em conferência de imprensa.

em causa, abate de sobreiros que a Quercus considera REN.

[REN – Reserva Ecológica Nacional]

[piques subentendidos]

‘não é REN’. [rematou o edil anadiense]