Posts Tagged ‘paraimo’

“paraimo a e paraimo b… e só o carocha que não é do lugar não sente.”

Junho 25, 2009

 

afinal não existe o projecto para a construção da ponte pedonal. Ponte_Pedonal_Paraimo_População_Separadajunta de freguesia de sangalhos vai voltar à carga, enviando novamente todo o processo.

praticamente quatro anos depois da inauguração da variante a sangalhos e oliveira do bairro, a povoação do paraimo continua sem a prometida ponte pedonal sobre aquela via. em 2007, a junta de freguesia teve a promessa do então director das estradas de portugal (EP), de que o projecto estava concluído e que a obra iria ser concretizada em 2008, mas tal acabou por não acontecer até ao momento.”

http://www.regiaobairradina.com/news_show.htm?id=1991
Subestação_Paraimo

“Sérgio Aidos não esquece que, para este lugar, existiram tentativas para a instalação de uma central de incineração e foi construída uma sub-estação eléctrica que, até hoje, não trouxe qualquer mais valia ao lugar. “

http://www.jb.pt/noticia.aspx?id=11212 

nunca é tarde para saber o que se passou e relembrar o que se prometeu. os calos dos pés já doem longamente para chegar ao comboio. irá ser a extinção, um dia, do “paraimo a e do paraimo b”?

próximos capítulos, por favor!

Anúncios

“BTT e PSD: os sinais (laranja) distintos no concelho de anadia.”

Março 22, 2009

os lobos da montanha, http://lobosdamontanha.com.sapo.pt/index2.htm, já “uivam” na marcação de terreno e na pré-divulgação do passeio de BTT, da 6ª rota dos lobos, que irá acontecer dia 5 de abril… e no concelho de anadia! sinal_laranja_btt_marcacao1

“cuidado com os lobos! no lugar do paraimo, pela rua da estação (lado acesso velódromo nacional de sangalhos), uma sinalização apelativa!” lobos_montanha_marcacao_paraimo

entretanto, de forma distinta, o PSD de anadia já deu o seu sinal: a cabeça de lista dos delegados da secção de anadia à assembleia distrital de aveiro, Lígia Filipa Seabra convidou os meios de comunicação social para uma conferência de imprensa a ocorrer amanhã, segunda-feira dia 23 de março e pelas 12 horas, na sede concelhia do PSD de anadia, junto ao quartel dos bombeiros voluntários e da pastelaria riviera.

o processo autárquico de anadia em foco.

“não são protagonistas nem fazem barulho a seu bel-prazer!”

Janeiro 11, 2009

“azeitão: população quer continuar a lavar roupa à mão. até pode não acreditar, mas voltar a ter os lavadouros é uma alegria tão grande. a roupa mais pequena vai à máquina, mas os cobertores, os tapetes e os cortinados lavam-se bem é aqui… (…)para dotar os carenciados de máquinas de lavar, mas para Celestina Neves ( presidente de junta de azeitão ) o mais importante desta aposta é a conservação da memória colectiva.” http://dn.sapo.pt/2009/01/11/cidades/voltar_a_os_lavadouros_e_alegria_gra.html

saga “o lavadouro da minha terreola

saga_lavadouro_da_terreola no paraimo:”

 https://anajesusribeiro.wordpress.com/2008/08/25/os-electricistas-ja-chegaram-ao-lavadouro/?preview=true&preview_id=892&preview_nonce=e7ff0ca291:

eu quero destacar um exemplo de pessoa da freguesia mas não da terreola (lugar) que sempre foi lavadouro_paraimo_protagonista_queixa 

e foi protagonista invisível quando “algo não marchou com o lavadouro” do lugar do paraimo, freguesia de sangalhos, tanque público este situado junto à variante anadia (malaposta) – oliveira do bairro.

após a queixa “pública” da forma mais acessível possível e primitiva, e também como deve ser à respectiva junta de freguesia da falta de água em novembro de 2008 constatada frustradamente numa ida ao lavadouro para lavar à mão (ainda se lava à mão e bem jeito faz), “a água voltou”! lavadouro_paraimo_protagonista_apos_queixa

hoje domingo antes de almoço, tive o privilégio de constatar (com o conhecimento da mesma pessoa) o quanto de defensora pelo nosso lavadouro tem sido, foi a autora do “placard SOS”.

deixou registar a razão (os tapetes) sem se fazer à fotografia, sem protagonismo do “pode dizer quem sou” e prova viva na forma de estar correcta perante um problema ou entrave que foi a falta de água.

a preocupação em ter as condições funcionáveis no mínimo para lavar roupa à mão no lavadouro do paraimo, já que existe, mexeu com ela e muito na dela.

marca presença com assiduidade cívica pois no fim, o despejo dos tanques é da praxe. (aqui sem a pessoa contar com este meu registo pois tinha-se ausentado no momento)

lavadouro_paraimo_protagonista_exemplo

não são protagonistas nem fazem barulho a bel-prazer, em ambos os casos!

um exemplo de uma moradora de outro lugar que se mexeu e dá vida ao que é de todos na freguesia.

o lavadouro teve sempre uma vertente social (“corte e costura” à mistura :)) mas dou muita “cor à vertente cívica cortando na casaca” (disse-lhe) de quem (estava só com o marido) marca presença impecávelmente no e pelo lavadouro da minha terreola! lavadouro_paraimo_protagonista_lava

até podem não acreditar mas a minha alegria alguém se mexer assim sem… venham elas!

os electricistas já chegaram ao lavadouro!

Agosto 25, 2008

   lembram-se do “lavadouro divide população”? artigo que eu postei no meu portfólio blogado no dia 22 de julho de 2008, ainda por inaugurar e ás aranhas, fora a polémica de dividir a população do lugar do paraimo, nem eu sonhava e sou das bandas e, eu residente e “encostada” ao dito lavadouro…

os electricistas já cá estão! dependendo deles, “é começar e acabar”.

a água virá do poço que se encontra ao lado do lavadouro (poço desde sempre e de origem), segundo asseguraram os electricistas, que irá levar um filtro e a sujidade visível no mesmo é só “ao de cima”.

o terreno em volta do lavadouro já tinha sido regularizado como que a “abrir caminho e alcatroar” (esperemos) há umas 3 semanas atrás e por uma retroescavadora. o presidente de junta da freguesia de sangalhos, Sérgio Aidos, também marcou presença no momento e em final de dia.

o lavadouro já tem dias contados para “marchar”!

correr dizer à Ti Zulmira que foi quem tomou conta desta “guerrinha de terreola”.