Posts Tagged ‘GNR’

“torne-se (in)visível! circule nas vias secundárias!”

Maio 6, 2009

“a EP vai ainda distribuir aos peregrinos, ao longo dos nove dias de campanha, garrafas de água e 10.000 elementos reflectores (coletes, bonés e pulseiras).” http://www.oje.pt/noticias/nacional/estradas-de-portugal-lanca-campanha-dirigida-aos-peregrinos-que-se-deslocam-a-pe-para-fatima torne_se_visivel_ep

… e Fátima pelo seguro, dia e noite!

Anúncios

“as novas oportunidades também chegam à GNR e à PSP”.

Março 4, 2009

psp_novas_oportunidades

“”desde o início do “novas oportunidades” – programa criado pelo governo que reconhece ao nível do 9º e 12º ano de escolaridade as competências adquiridas ao longo da vida-, 520 elementos da GNR e da PSP viram as suas qualificações profissionais certificadas.””

http://dn.sapo.pt/2009/03/03/cidades/tres_quatro_e_nao_fizeram_o_secundar.html

“a farda não pesa para as novas oportunidades”!

“a certificação das forças de segurança ao nível do secundário” tem evoluido!

perder a noite em “agosto tranquilo”

Agosto 31, 2008

um “arrepio” quando vou na estrada mesmo a saber-me “tudo certinho direitinho”.

no terreno, os “arrepios” de quem até agradece esta operação da GNR para a televisão e para a fotojornalista, como exemplo em foto.

outros, detidos porque “arrepios” não têm.

 

 na madrugada de ontem, em toda a região centro do país, a uma operação de fiscalização de trânsito da GNR “agosto tranquilo”  [o NIC, núcleo de investigação criminal, também á lupa] fui desafiada.

Estava como profissional mas como cidadã, dei conta de que demasiadas pessoas desafiam a sorte. quem bem anda deu a cara [foto de um Sr. Exemplo]. quem embriagado se sabia tentou a fuga ou “não percebeu” o movimento do “bastão” luminoso do Sr. agente da GNR a mandar parar.

Algumas moças condutoras dos seus namorados ou amigos de salientar e “assopraram 0.0”. mais vale e bem.

2.6 foi o record no “soprar ao balão” [uns habilidosos que já não enganam o Sr. Comandante] na Mealhada onde cortaram a estrada nacional para todo aquele aparato em todo o país e em prol da segurança de todos nós. 

não imaginava o transitar de um veículo na estrada sem selo automóvel, sem inspecção e sem seguro, três em um. quem culpar mesmo? e pagar 60 euros na hora porque na sequência de uma fachina, a esposa retirou do veículo o colete reflector obrigatório e não o voltou a colocar…

 

6,4 gramas de haxixe, dois revólveres, castiçais,… apreensões de suspeitos de etnia cigana que nos “fizeram chegar” de águeda.

fui para casa por volta da 5 da manhã e para levantar cedo, mas fui “tranquila”.

perdemos a noite e pela madrugada a dentro com a “nossa guarda”.