um encore na lagoa de óbidos

by

 a ‘aberta’ no horizonte e a bateira no quase da pesca extinta.

[lagoa de óbidos, fronteiras de óbidos e caldas da rainha]

á mão de uma paixão, isolado dos mexericos da rotina humana.

 

dizem a maior lagoa de água salgada de portugal continental.

digo: uma porta aberta para um outro porquê.

 

a força de um hábito mesmo sabendo.

[na foz do arelho… um encore]

'estou pronta para outra, sim sr., e escrevo'.
Anúncios

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: